fbpx

EternamenteSOU anuncia programa de empregabilidade para pessoas LGBT50+

Publicado por Rafael Munduruca em

Conversa entre Vera Ronzella, que apresentou o Programa Empregabilidade E.Sou, e Rogério Pedro, presidente da ONG.

A EternamenteSOU lançou ontem (24) o Programa de Empregabilidade e Geração de Renda, ao lado de parceiros como o Instituto Mais Diversidade, a plataforma Maturi e Escola do Caos e Armazém. Durante o evento em formato online, apresentado pela drag queen Vera Ronzella, as empresas participantes conheceram os objetivos da iniciativa e as formas de apoia-la, que pode impactar pessoas Brasil afora, por meio de atendimento virtual. Na lista de serviços disponibilizados aos assistidos, estão o acompanhamento para seleções, suporte na produção ou aperfeiçoamento do currículo, treinamento para entrevistas, pontes com empresas, capacitações, cadastro em banco de dados LGBT50+, e até uma preparação para o pós-carreira.

De acordo com Luis Baron, vice-presidente da associação, existe um folclore de que as pessoas velhas são mais ranzinzas, que não aprendem com facilidade, e que a velhice traz algum tipo de incapacidade de trabalho ou de potência criativa. “As pessoas LGBTs idosas estão aptas a voltar, e quando o mercado tem um olhar mais detido para elas, isso pode trazer uma melhora de vida enorme. O trabalho resolve uma grande parte das questões emocionais, por exemplo”, afirma. Nesse sentido, ele diz que “o novo programa da ONG impacta diretamente na saúde emocional e psicossocial do grupo.”

Já para Edson Lopes, líder de RH da organização, há muitas empresas querendo trabalhar essa diversidade e o programa da EternamenteSOU é uma grande oportunidade para elas se prepararem para o futuro. “Hoje, você encontra até quatro gerações trabalhando juntas, mas uma futurista (Rosa Alegria) indica que veremos até nove gerações convivendo no mundo”, diz. A melhor alternativa nesse momento, segundo ele, é que “as empresas possam nos ajudar a recolocar essas pessoas, enquanto nós podemos ajudar as organizações a trabalhar esse mindset de gerações e diversidade a comunidades LGBT”, finaliza.

A assistida e também voluntária Sueli de Sousa, 62 anos, também participou do evento. Ela se interessou pelo programa da associação para pular algumas etapas que, de outro modo, teria que fazer. “Entender o que o mercado hoje está necessitando, em tecnologia, atualizações. Com o programa, eu cortei toda essa parte”, disse ela que já conseguiu adaptar o currículo para o momento atual, seguindo as orientações que têm recebido. Segundo Sueli, a questão etária e sua orientação sexual ainda são elementos que dificultam algumas seleções, mas ela resolve isso “procurando empresas inclusivas”, afirma.

Sueli de Souza, voluntária e assistida na ONG EternamenteSou

O presidente Rogério Pedro lembrou que o programa também se relaciona com a pandemia, na medida em que a EternamenteSOU, desde o início de 2019, começou a observar o aumento de casos de insegurança alimentar entre as pessoas assistidas. “Criamos o projeto Fome de Atitude para suprir com um banco de alimentos, mas queremos mesmo é que os idosos sejam autossuficientes e, por isso, estruturamos um programa maior, para conectá-los às empresas ou desenvolver suas capacidades de empreender”.

Parcerias

O evento também recebeu parceiros como Mariana Sacramento, gerente de projetos institucionais do Instituto Mais Diversidade, lançado em maio último para empoderar os profissional LGBTs+ via segurança psicológica, geração de renda e empregabilidade; e Fabi Granzotti, gestora de projetos D&I da Maturi, que vai oferecer uma série de benefícios aos assistidos do programa, como a participação no Maturi Fest 2021 – um festival de trabalho e empreendedorismo online para pessoas maduras. Além delas, a EternamenteSOU contou com a Escola do Caos e Armazém – que garantiu toda a transmissão e apoio em conteúdo.

______________________________________________________________________________

Como participar do programa?

Assistidos: é só acionar os canais internos da ONG para se inscrever.

Não assistidos: entrar em contato pelas nossas redes sociais, se você for LGBT, com mais de 50 anos. Você passará por uma entrevista e já poderá acessar o programa e outras ações da EternamenteSOU.

Empresas: o apoio pode acontecer de diversas formas. É só nos escrever que agendamos uma conversa: gente.esou@gmail.com.

______________________________________________________________________________

Assista a transmissão na íntegra no YouTube, no canal da
Armazém | Comunicação & Aprendizagem
.


Rafael Munduruca

Profissional de Produção Cultural e Comunicação com extensa experiência em comunicação digital, projetos e arte e educação com foco em educação não formal. Voluntário em preservação e difusão da memória LGBTI+.

0 comentário

weblog4285 · 18 de agosto de 2021 às 19:43

//bit.ly/gerda_2021 Герда 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *